terça-feira, 22 de junho de 2010

Câmara Municipal outorga o título de Cidadão de Porto Alegre a Lauro Hagemann

A Câmara Municipal outorgou, na tarde desta terça-feira (22/6), o título de Cidadão de Porto Alegre ao ex-deputado gaúcho e ex-vereador de Porto Alegre, jornalista Lauro Hagemann. Em sessão coordenada pelo presidente da Casa, vereador Nelcir Tessaro, no Plenário Otávio Rocha, Hagemann foi homenageado pela sua trajetória profissional e política ao longo dos seus 80 anos de vida.
Proponente da homenagem, o vereador Airto Ferronato (PSB) destacou a importância de Hagemann para a cidade e para o Rio Grande do Sul. Lembrou o respeito que o então locutor do Repórter Esso, programa ouvido em todo o Estado, desfrutava entre o povo gaúcho nos anos 50 e 60. Comparando a trajetória de Lauro Hagemann ao ofício de um jardineiro, Ferronato afirmou que o homenageado "soube cuidar muito bem do seu jardim, por isso é merecedor desta homenagem da cidade de Porto Alegre".
Também destacaram a trajetória de Hagemann na política e no jornalismo os vereadores João Dib, André Carus (PMDB) e o prefeito José Fortunati.
Prestigiaram a atividade o ex-governador Olívio Dutra, o deputado federal Beto Albuquerque, o deputado estadual Miki Breier, o presidente da Associação Riograndende de Imprensa Ercy Torma, a ex-vereadora de Porto Alegre Jussara Cony, o ex-presidente do Tribunal de Contas do Estado e da Assembléia Legislativa Gleno Scherer, o presidente do Conselho de Cidadãos Honorários Pippi da Motta, os vereadores Adeli Sell, João Bosco Vaz, João Carlos Nedel, Luiz Braz, Mauro Pinheiro, Nilo Santos, Reginaldo Pujol e Toni Proença, além de familiares e amigos, diversos jornalistas e radialistas, colegas de profissão de Lauro.

“Nunca transigi com a iniquidade”, disse Lauro em seu discurso
Lembrando que está há mais de 60 anos em Porto Alegre, Lauro Hagemann fez uma declaração de amor à capital gaúcha: "Porto Alegre, cidade do meu encanto e dos meus amores. Devo muito a essa cidade. Aqui compartilhei momentos inesquecíveis da minha vida. Foi onde a cidadania aflorou e me tornei aquilo que sou hoje. Aqui vivi a maior parte da minha vida e aqui pretendo continuar vivendo o resto dela".
Sobre sua trajetória política e como profissional de radiojornalismo, Hagemann afirmou: "Nunca transigi com a iniquidade. Sempre combati aqueles que queriam se apoderar do mundo." Lembrando sua trajetória como vereador da Câmara de Porto Alegre, onde se elegeu pela primeira vez em 1963, ressaltou que "apesar de não ter sido muito longa, se caracterizou pela luta em favor dos despossuídos".
"Fui colega de figuras ilustres nesta Casa. Porto Alegre tem tudo para se tornar uma metrópole. Temos uma legislação sobre uso do solo urbano que é referência para outras cidades brasileiras.", disse o ex-vereador, lamentando que as instituições brasileiras estejam hoje "tão degradadas e tão mal afamadas".
Afirmando não ter esquecido de sua terra natal, Santa Cruz do Sul, o radialista símbolo do Repórter Esso ressalvou: "Foi em Porto Alegre que me fiz gente". Comentando estar próximo de completar os 80 anos de idade, Hagemann fez questão de deixar uma mensagem de otimismo e perseverança: "Tenho ainda uma ânsia de vida muito grande. Não desanimo em continuar lutando por aquelas coisas que me parecem justas. Continuo lutando pela transformação da sociedade. Quero ser lembrado apenas pelo que me é mais caro: a retidão de caráter."
Ao final da cerimônia, agradecendo a homenagem, Lauro Hagemann dedicou a festa à capital gaúcha, deixando evidente a sua vocação de homem público: "Por ideologia, sou avesso à propriedade. Não tenho predileção pelo que é meu e sim pelo que é nosso".

Fotos: Elson Sempé Pedroso
Mais informações em http://www.camarapoa.rs.gov.br/

Leia aqui a trajetória de Lauro Hagemann.

Confira abaixo algumas notícias sobre a homenagem:
Assembléia Legislativa - Dep. Miki Breier
Blog do Prof. Jorge Barcellos
Claudério Augusto - Chapecó/SC
Dep. Beto Albuquerque
Fernando Albrecht - Jornal do Comércio
JusBrasil - Política
PMDB - RS
Prefeitura de Porto Alegre
PSB - RS
Rosane de Oliveira - Zero Hora

Nenhum comentário:

Postar um comentário