quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Valter Duro Garcia é Cidadão de Porto Alegre

O médico Valter Duro Garcia recebeu na tarde desta terça-feira (3/11), em homenagem da Câmara Municipal, o título de Cidadão de Porto Alegre, uma iniciativa do vereador Airto Ferronato (PSB). “Uma retribuição ao que este filho de Passo Fundo representa para a saúde”, justificou Ferronato. Atualmente, Garcia é médico da Santa Casa de Misericórdia e da Fundação Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre.

Formado em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), Valter Duro Garcia adotou Porto Alegre há mais de 40 anos, dedicando-se aos transplantes renais, experiência que adquiriu durante o seu mestrado em medicina de transplantes pela Universidade de Barcelona e doutorado em nefrologia pela Universidade de São Paulo (USP). Segundo Ferronato, “sua especialidade tem contribuído significativamente na organização do Sistema Nacional de Transplantes”.

No entanto, destacou Ferronato, o mais notável do seu trabalho tem sido a dedicação à causa da doação de órgãos, “especialmente na capacitação de profissionais”. O médico, há mais de 30 anos, vem preenchendo uma lacuna histórica das universidades brasileiras administrando cursos na área da saúde, observa o vereador. "Um trabalho social e de cidadania", completou. Há 26 anos, o médico foi idealizador da Central de Transplantes do Rio Grande do Sul. “Porto Alegre não seria reconhecida mundialmente não fosse o seu trabalho na área de transplantes”, disse Ferronato.

Transplantes

Ao agradecer, o homenageado lembrou a vida difícil quando chegou a Porto Alegre até se formar na faculdade de Medicina. Deu um destaque especial ao trabalho realizado com a doação de órgãos. Destacou as dificuldades enfrentadas no início do processo de doação de órgãos. “Não tínhamos os equipamentos necessários e enfrentávamos uma enorme dificuldade para detectar doadores em potencial”, disse ele. Garcia emocionou-se ao falar dos avanços no processo. Destacou que foi com as transformações ocorridas na administração da Santa Casa de Misericórdia que foi possível profissionalizar ainda mais os serviços. Com a aquisição de equipamentos de ponta foi possível aparelhar e criar uma Central de Doações de Órgãos “que hoje é um exemplo para o Brasil e o mundo”, disse orgulhoso. “O que demorávamos para fazer durante uma noite inteira, hoje se faz em duas horas”, comemorou o novo Cidadão de Porto Alegre.

(Da assessoria de imprensa da CMPA

Nenhum comentário:

Postar um comentário